quarta-feira, 18 de maio de 2016

Reflexo Interior

 Reflexo interior
Reflexo interior

Sempre preferi aqueles que admiram mais aos outros do que a si. 
Não por desamor, não por autoestima decadente...
Mas é que essa coisa de se automassagem nos trava. Nos tira de um ciclo de evolução. 
Faz com que fiquemos a estabelecer comparações constantes.
Gosto de quem tem ciência da própria desimportância. 
Me encanta essa gente que vai buscar nas diversas fontes do universo um sentido para a fome da alma. 
Que produz mais dúvidas do que conclusões. 
Me apego a quem seduz sem afirmar ‘sou’, muito menos ‘tenho’; mas que diz ‘vamos descobrir’. Ahhhh, descobrir o mundo a dois.
Que meus passos sejam guiados pelo mistério. 
Que meus erros escrevam meus manuais. 
Meu corpo, tão passageiro, sendo apenas instrumento para descobrir o gosto que viver tem.
No fim, aqueles que admiram aos outros mais que a si, tornam-se admiráveis por gostarem mais de pessoas do que de reflexos.
Que eu evapore e você solidifique. 
Mas, que sejamos água transparente. Molhando e deixando embaçado o espelho na nossa frente.

(Por: Fabio Chap)
Espelho embaçado

terça-feira, 26 de abril de 2016

Sumi Porque . . .

Resultado de imagem para ausencia

Sumi porque só faço besteira em sua presença
Fico mudo quando deveria verbalizar
Digo um absurdo atrás do outro
Quando melhor seria silenciar
Faço brincadeiras de mau gosto e sofro
Antes, durante e depois de te encontrar.

Sumi porque não há futuro
E isso não é o mais difícil de lidar
Pior é não ter presente
E o passado ser mais fluido que o ar.

Sumi porque não há o que se possa resgatar
Meu sumiço é covarde mas atento
Meio fajuto , meio autêntico .

Sumi porque sumir é um jogo de paciência
Ausentar-se é risco e sapiência .

Pareço desinteressado
Mas sumi para estar 
Para sempre do seu lado .

A distância faz mais por nós dois mais que a nossa desajeitada e irrefletida permanência.

(Martha Medeiros)

Vida